Por que você colabora com o mundo quando compra e consome produtos conscientemente elaborados?


Utilizando produtos apícolas conscientemente elaborados você também colabora com a preservação da natureza e o projeto de sustentabilidade no campo. Quanto maior a prosperidade no campo, melhor condição de vida na cidade. As abelhas fazem mais mel de plantas nativas, que nascem e progridem sozinhas sem o homem nada fazer, só preservar. Por isso a apicultura é, apesar de antiqüíssima, a atividade ecologicamente correta para o novo milênio. Pela lei da oferta e procura tudo o que compramos influencia diretamente no foco produtor, seja ele bom ou ruim. Como exemplo, podemos afirmar que não haveria traficantes se não fosse grande o numero de consumidores. Então os compradores de droga bancam os traficantes, suas armas, seus crimes. Assim, também quando se consome produtos de empresas ou pessoas que realmente trabalham e se preocupam com o social e com a ecologia, você torna-se mais um elo propulsor na corrente das coisas boas e justas, coisas que todos nós queremos, mas, cada vez menos as temos. O consumo dos produtos apícolas no Brasil é muitíssimo baixo. Ainda hoje muitos só pensam no mel quando já estão resfriados ou doentes. Os produtos da abelha deveriam ser introduzidos na vida diária da população( como na Europa, EUA e Japão ). Assim ficaríamos muito mais imunizados quanto às viroses, gripes e doenças oportunistas. O Pólen, por exemplo, é o alimento mais rico da natureza. De baixo custo para o consumidor, ele tem indicação certa para crianças, homens, mulheres e idosos. O mel é um delicioso alimento e não um só um “remédio”. Podemos enriquecer vitaminas, sucos, frutas, chás, cafés e até deliciosos pratos culinários - nesse caso, temos a vantagem de estar consumindo um açúcar não nocivo. A geléia real funciona como um renovador celular. Ajuda no rejuvenescimento das células e aumenta a imunidade. É ótima para pós-operatórios e regula as glândulas endócrinas. A cera de abelhas é muito utilizada em pomadas e emplastos, velas aromáticas muito agradáveis e na área estética, dentre outras. A apitoxina (veneno liberado no momento da picada) vem sendo utilizada por muitos médicos e terapeutas no tratamento de artrites, artroses, bursites, problemas de coluna, esclerose múltipla, dentre outros.

Voltar Menu



Por que montar um apiário na sua propriedade rural ajuda o planeta?


Todos concordam sobre a urgência de uma reforma agrária, mas os donos de terra sempre enfrentam o problema de como manter economicamente viáveis suas propriedades rurais. Pois bem, a apicultura é uma atividade em que não se precisa gastar dinheiro com adubos, herbicidas, capinas, cercas, defensivos, sementes, replantios, aragens etc. Dos próprios arbustos que nascem do “pasto sujo” é que tiramos os méis mais deliciosos e em abundância! Isso já no primeiro ano! Nossas matas produzem por si só. Agora, além da urgente necessidade de preservação ecológica, podemos afirmar: é um “luxo” poder saborear você e sua família, durante todo o ano, vários tipos de mel colhidos de seu próprio quintal!... A colocação de um apiário, quando tecnicamente bem localizado, não afeta o andamento das outras culturas numa mesma propriedade e este se torna mais um agregador de renda para o proprietário rural e seus funcionários. Concluímos então que quanto mais criadores de abelhas houver, mais motivos teremos para preservar nossa flora espetacular, que nos recompensará com mais flores, mais ar, mais cores, mais água, mais mel, mais saúde e abundancia.


Voltar Menu



Por que a filosofia apícola é uma real opção de futuro para humanidade?


Todos nós estamos preocupados com a situação caótica que o planeta, nossa casa, se encontra.  Estamos constatando que a parte prática e econômica da vida não pode dar-se a despeito do cuidado com a natureza. Praticamente não há parte no globo terrestre que não tenha sido contaminada pela ação do homem.

É urgentemente preciso que aumente o grupo daqueles que, de alguma maneira, apóiem e pratiquem a preservação da natureza.

Chamamos de filosofia apícola o ciclo natural e inteligente onde, preservando o ecossistema, a natureza retorna em saúde e equilíbrio para o homem. A abelha é o fio condutor indispensável que nos traz mel, própolis, pólen, geléia real, cera, frutas, legumes, folhas, flores, pássaros, água etc... Não é utópica essa idéia, mas cientificamente comprovada.
Consumindo os produtos da abelha conscientemente produzidos, com a idéia clara do que eles representam, acreditamos que maior efeito eles terão sobre o homem.
Com as condições climáticas piorando a cada dia em nosso planeta, devido ao absurdo e completo depredamento da natureza, natureza da qual dependemos, todos nós devemos completar nossa alimentação com produtos e terapêuticas apícolas. Eles nos ajudarão.
Não há nenhuma outra cultura disponível no planeta, nos afirmamos, que, além de economicamente ser muito viável, ofereça esse fator quase miraculoso de não precisar agredir a natureza, sob nenhuma ótica. Nenhuma outra cultura.
Nas escolas, por exemplo, deveria ser obrigatório para as crianças o uso do mel e do pólen. Eles muito ajudariam na complementação alimentar (principalmente dos menos favorecidos), na prevenção de doenças oportunistas, no desenvolvimento mental e físico e na formação de uma nova consciência infantil quanto à origem e importância desses produtos e dessa cultura para o nosso planeta. E aí mais uma vez lembramos: quanto mais consumo, mais apicultores.  Quanto mais apicultores, mais abelhas.  Quanto mais abelhas, mais preservação e colheita.  Quanto mais preservação, mais verde, mais água, mais cor, mais vida, mais ar, mais saúde, mais alegria, mais futuro.

Voltar Menu



O apicultor é o guardião da natureza.


O apicultor profissional consciente é o guardião da natureza. Ele se esforça para a preservação de espécies vegetais pouco conhecidas, mas que silenciosamente contribuem muito para saúde humana. Muitos de nós praticamos a apicultura migratória, beneficiando outras áreas com a polinização. O apicultor é aquele que logo repara o enfraquecimento vegetal e botânico de uma região. Por viajar entre verdes paisagens, percebe as áreas queimadas e desmatadas sistematicamente. Vê quando morre suas abelhas devido à quantidade descontrolada de veneno usado nas lavouras convencionais. Alimentos esses, aliás, que todos nós comemos. O censo botânico do apicultor deveria ser usado para o mapeamento real de nossas matas, pois ele, mais do que ninguém, sabe como a cada ano diminui sua colheita, devido às novas áreas que todo ano são tomadas para a pecuária irracional, para agricultura ilegal, para o desmate apocalíptico, para as queimadas e para a própria população. (observem que o ataque à natureza é realmente descontrolado e autofágico e vem de todos os lados). O verdadeiro apicultor traz consigo a moral das abelhas, não malbarata seus produtos e cumpre em silêncio o caminho do futuro.Voltar Menu


Porque mudar a nossa dieta e consumir mais os produtos apícolas ajudará a salvar o nosso planeta?



Todos estamos assustados com os fatos reais que estamos vendo em tempo real pelos modernos meios de comunicação. Com essa informação global instantânea não se pode sustentar uma mentira por muito tempo. O Brasil orgulha-se de ser um dos maiores exportadores de carne bovina do mundo, mas nós sabemos que o custo disso é o nosso futuro próximo. Além do desmatamento para a comercialização da madeira, temos também o desmate para a pecuária e para a agricultura. Grandes áreas da Amazônia e até do pantanal estão sendo usadas para o plantio de soja. A maioria dessa soja é para alimentar os rebanhos e não para os humanos. Só que o volume necessário de áreas disponíveis é absolutamente ilógico e o custo econômico e ambiental desta operação é totalmente irracional, trazendo danos irreversíveis em um curto espaço de tempo. Aniquilar a floresta amazônica e o próprio pantanal mato-grossense para termos carne vermelha em nossa mesa é um preço caro a se pagar. Todo um imenso ecossistema está sendo desequilibrado (causando alterações climáticas) por esse costume que, para maioria da população terráquea, já não seria necessário. O resultado: ciclones, furacões, tufões, maremotos, terremotos, tsunamis, secas, enchentes, tempestades, reviravoltas no clima, aquecimento global, aniquilamento de espécies. Dissemos no link 03 que se há procura há oferta. Se diminuirmos a procura pela triste alimentação das carnes de bilhões de animais sacrificados diariamente, não financiaremos esse estrago que coloca, de fato, a vida planetária em sério risco. Sim, financiamos e colaboramos com aquilo que compramos e consumimos, a todo o momento. Somos responsáveis.

“ AS ABELHAS SÃO UM EXEMPLO PARA A HUMANIDADE ”

Voltar Menu



A vida da Abelha Melzinho


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player